mardi

Museu do Sabugal de 6-7-2008 a 3-8-2008

O artista plástico Kim Prisu, natural de Aldeia da Dona, inaugurou este domingo, 6 de Julho, no Museu do Sabugal, uma exposição de pintura que integra criações de vários anos.

O artista que deu origem ao conceito Nuklé-Art e que quis transformar a «sua» Aldeia da Dona numa aldeia cultural está de volta ao concelho do Sabugal.
Joaquim António Gonçalves Borregana que assumiu o nome artístico de Kim Prisu inaugurou no passado domingo, 6 de Julho, uma exposição retrospectiva que inclui obras de diferentes anos.
A descrição do artista e da sua obra por Xavier Silva Rodrigues tem algumas afirmações desconcertantes e deixa alguns avisos aos visitantes. «Para assimilar a obra de Kim Prisu necessita-se sacholar a essência original numas distintivas inextinguíveis do urbano e do campo no qual ele viu a luz pela primeira vez. (…) A sua obra evolui num discernimento que o levam ao início da Dona Aldeia de onde ribombam linguagens, aromas e pigmentações no mundo inconcebível de Kim Prisu.»
É um artista único com um estilo único. Sabugalense, emigrante em França para onde foi levado com apenas nove meses, vive há nove anos no Pinhal Novo, junto ao Montijo.
A sua exposição estará patente no Museu do Sabugal até ao dia 3 de Agosto, de terça a sexta-feira, das 9 às 12.30 e das 14 às 17.30 horas e aos fins-de-semana das 14.30 às 18.30 horas.
Carlos Lages
http://capeiaarraiana.wordpress.com/2008/07/07/5531/

4 commentaires:

maria dos santos a dit…

Gostei muito do que vi

chapa a dit…

Parabéns Kim.
Um abraço do amigo Chapa

VR a dit…

Muitas destas pinturas que vi em murais no teu blog, ficavam bem era espalhadas pela Guarda...falta cor nesta cidade!!!

Não há atitude por parte do pessoal mais novo!!! Falta street art, coisa que muita boa gente não gosta...falta de compreensão talvez, ou mesmo de evolução!!!

isabel victor a dit…

Grata ela visita. Apreciei ...

BlogAbraço